#113 – Quero te ouvir!

Mais uma semana começando e hoje queria te ouvir um pouco mais. (na verdade, vai ser ler, mas tudo bem). Agora em janeiro faz dois anos que comecei com este projeto. Não lembro bem o motivo – simplesmente comecei. Por isso, queria saber de você: qual a sua opinião sobre o conteúdo da news? Você gosta? Tem sugestões? Acha que algo pode ser melhorado? O que pode ter mais – ou menos? Me conta. Quero muito saber a sua opinião sobre esse projeto que tanto me orgulha. <3

🇧🇴 A mulher que levou o Independiente Petrolero da Bolívia a ganhar o campeonato em apenas um ano. (El País)

🇨🇱 Chile empossa nova Mesa Diretiva da Convenção Constitucional. María Elisa Quinteros é a nova presidenta. (BBC)

🇬🇹 Cinco ex-paramilitares da Guatemala começam a ser julgados depois de serem acusados de estruprar 36 indígenas durante a guerra civil no começo dos anos 80. (EFE)

🇦🇷 Religião evangélica cresce dentro dos presídios argentinos. (Clarín)

🇨🇴Víctor Escobar é o primeiro colombiano a pedir eutanásia sem sofrer uma doença terminal. (El Espectador)

🇵🇪 Procuradora-geral do Peru abriu investigações preliminares contra o presidente Pedro Castillo por tráfico de influência. (El País)

🇳🇮 China reabre embaixada na Nicarágua depois de 31 anos. A medida aconteceu depois que o presidente Daniel Ortega rompeu as relações com Taiwan. (DW)

🇺🇸 Mais da metade dos norte-americanos dizem que eventos semelhantes a invasão do Capitólio provavelmente vão acontecer mais uma vez nos próximos anos. Pensamento é diferente entre democratas e republicanos. (Survey Monkey)

🇺🇸 Influencer que declarou que apenas idiotas se vacinam morre de Covid-19. (Metrópoles)

🇰🇵 Coreia do Norte testa míssel balístico (The New York Times)

🇰🇵 Desertor que deixou Coreia do Norte e decidiu voltar enfrentou dívidas e solidão no Sul. (Folha de S.Paulo)

🇰🇿 Redefinindo o trabalho feminino no Cazaquistão. Uma lei da era soviética que proibia as mulheres de trabalharem em mais de 200 empregos foi cancelada. Mas a luta pela paridade de gênero não acabou. (Open Democracy)

🇰🇿 Revolução Colorida ou revolta proletária? Uma entrevista com Aynur Kurmanov sobre os protestos no Cazaquistão. (Lavra Palavra)

🇰🇿 Cazaquistão: mais de 160 mortos e 5 mil presos durante protestos. (Al Jazeera)
 🇬🇪 Três assassinos de homem negro que fazia cooper na Géorgia são condenados à prisão perpétua. Dois dos homens que perseguiram e atacaram Ahmaud Arbery não terão direito a pedir condicional e passarão o resto da vida na cadeia. (O Globo)

🇹🇷 Como a influência de Erdogan no BC da Turquia disparou inflação. Contra juros altos, governo turco toma medidas econômicas heterodoxas e mergulha país em crise. (Poder360)

🇮🇷 A ameaça de uma crise nuclear com o Irã. O governo Biden passa por um momento delicado com um rival de longa data que está mais bem armado e mais linha-dura do que em qualquer momento de sua história moderna. (The New Yorker)

🇸🇾 Turquia bombardeia Kobani, na Síria. (North Press Agency)

🇵🇰 Fortes nevascas matam ao menos 44 pessoas no Paquistão. (UOL)

🇵🇭 Presidente das Filipinas ameaça prender não vacinados que saírem na rua. (UOL)

🇦🇺 Australiano se apaixona por um robô: ‘Penso nela como minha esposa’.
(Folha de S.Paulo)

🇺🇬 Tribunal de Uganda proibi educação sexual. Educar os jovens ugandenses sobre sexo pode ser complicado em um país onde o presidente acha que os preservativos promovem a promiscuidade. (The Economist)

🇳🇬 Mais de 200 mortos em ataques na Nigéria. (Reuters)

#MandaDicas

Escrito pelo mais importante estudioso do assunto, Inteligência artificial a nosso favor é um trabalho fundamental para compreender a relação entre homens e máquinas – e evitar que nos tornemos reféns de nossas próprias criações. Os humanos sempre quiseram desenvolver robôs superinteligentes, capazes de aprimorar os mais diferentes aspectos da vida. Mas o que acontecerá se isso se tornar realidade? Neste livro, Stuart Russell expõe as ameaças e os perigos da tecnologia para nós, e a necessidade de mudar esse cenário enquanto ainda temos tempo. Desde o funcionamento da inteligência artificial até suas possibilidades e limitações, o físico e cientista da computação examina de que forma podemos repensar essas ferramentas e coexistir com máquinas cada vez mais autônomas, a fim de garantir que elas trabalhem de acordo com os nossos objetivos. O resultado é uma obra indispensável para entender um futuro que está chegando antes do previsto. (Texto – Companhia das Letras)
Novo romance da autora do fenômeno Tudo é rioVéspera retoma a escrita brilhante e contagiante de Carla Madeira, que desperta todo tipo de emoção no leitor. A autora cria personagens que parecem estar vivos diante de nós. A narrativa começa com a pergunta: como se chega ao extremo? Vedina, uma mulher destroçada por um casamento marcado pelo desamor, em um momento de descontrole abandona seu filho e, imediatamente arrependida, volta para o lugar onde o deixou e não encontra quaisquer vestígios de sua presença. Este é o acontecimento nuclear da trama que expõe as entranhas de uma família – pai alcóolatra, mãe controladora, irmãos gêmeos tensionados pelas diferenças – que, como tantas outras famílias, torna-se um lugar onde as singularidades de cada um não são acolhidas, criando rachaduras por onde a violência se infiltra. Contada em dois tempos, o dia do abandono e os dias que vieram antes dele, o romance avança como duas ondas até que elas se chocam e se iluminam. O leitor se vê diante de um espantoso presente que expõe o quanto as palavras são capazes de inventar a verdade. (Texto – Amazon)
Militares e o risco de um Capitólio à brasileira. Com medo que haja violência durante ou depois da eleição presidencial de 2022, o Exército brasileiro mudou seu cronograma de trabalho no ano. Os exercícios militares foram adiantados para antes do pleito, para que durante o período eleitoral, o efetivo esteja completo à disposição. Um dos temores é de que possa acontecer o chamado “cenário Capitólio”: em que apoiadores radicalizados do presidente Jair Bolsonaro (PL) possam reagir violentamente contra as instituições caso ele não seja reeleito. Esse cenário é discutido reservadamente por oficiais do Exército, considerando a polarização e a desidratação da popularidade de Bolsonaro em pesquisas recentes. No episódio do Café da Manhã, o repórter Igor Gielow explica quais os cenários que os militares traçam para a eleição de 2022 e como as Forças Armadas estão se preparando. (Texto – Café da Manhã)
#101 – As eleições de 2022: Bolsonaro, Lula e Moro (RepúblicaCast). No episódio, buscando antecipar o cenário eleitoral do próximo ano propusemos um desafio a três consultores: Paulo de Tarso, Gilmar de Arruda e Ruan Sales, que analisaram, cada um, a conjuntura a partir da ótica de um candidato em específico, lançando mão de ideologias e vidão de mundo de cada um deles. Trouxemos uma série de elementos que são fundamentais para compreendermos melhor o cenário, e, assim, fazermos uma leitura mais clara dos fatos. (Texto – RepúblicaCast)

Leituras complementares

Bolsonaristas vazam ilegalmente dados pessoais de médicos que defendem a vacinação infantil. (g1)
 Aliados se dizem perplexos com ataques de Bolsonaro à vacinação infantil e temem alta na rejeição. (g1)

Após crítica de vice-presidente, PT se divide em relação ao papel eleitoral de Dilma. (Congresso em Foco)

Ciro Gomes quer Marina Silva como sua vice. (Brasil247)

Propaganda partidária ocupará espaço de R$ 2,8 bilhões na TV. (Poder360)

SECOM ocultou R$ 2,7 mi em gastos com impulsionamento no Twitter em 2021. Órgão utilizou agências terceirizadas como intermediárias para promover conteúdo, evitando que os gastos entrassem no Portal da Transparência. (Núcleo Jornalismo)

Militares traficaram drogas em aviões da FAB 30 vezes, diz informante à PF. (CartaCapital)

Aborto e ensino de gênero estarão na mira dos evangélicos no STF em 2022. (UOL)

Grupo evangélico se opõe ao conservadorismo, defende diversidade sexual e cria debate ao propor ‘novas narrativas’ na Igreja. (O Globo)

Metade do cerrado sumiu. Governo esconde dados do aumento do desmatamento na fronteira agrícola onde mais cresce a produção de grãos. (revista piauí)

Combustível, pistas clandestinas, armas e rádios: como funciona logística do garimpo na terra yanomami. (BBC)

Islã ganha adeptos nas periferias de SP sem ligação com a comunidade árabe.
(Folha de S.Paulo)

21% confiam muito e 23% confiam pouco na imprensa. (Poder360)

Projetos que vetam intervenções antimorador de rua ganham força no país.
(Folha de S.Paulo)

Quem é o coach que colocou 32 pessoas em perigo em SP e cobra quase R$ 3 mil por curso: ‘Prefiro que você sofra a dor do desconforto’. (g1)

No Norte do país, pandemia tem efeito devastador para grávidas. (Agência Pública)

Ela foi proibida de se vacinar pelo marido. Semanas depois, morreu de Covid-19. (The Intercept Brasil)

Ok, cadê o resto?, diz chefe de diversidade de Biden ao ver muitos brancos no Brasil. (Folha de S.Paulo)

Reconhecimento de suspeitos por fotos tem imagens de ator americano, modelos e inocentes presos. A técnica tem gerado críticas no Ceará. A Polícia Civil justificou, em nota, que “o reconhecimento fotográfico é apenas uma das etapas que podem levar ao indiciamento de um acusado”. (Diário do Nordeste)

O livro que voou nas redes. O que acontece quando o algoritmo impulsiona o sucesso de uma obra, o excelente Torto Arado. (revista piauí)

Do fracasso do Facebook ao ano dos superapps no Ocidente: as previsões de Scott Galloway. (NEOFEED)

Quem são os bilionários que ficaram mais ricos em 2021. (BBC)

Salário do CEO da Apple é 1.447 vezes maior do que de funcionário médio. (Exame)

Marcas farão comerciais dentro de sonhos? Isso será realidade em 3 anos. (UOL)

#GráficoDaSemana

Gráfico mostra claramente como as vacinas funcionam:
disparada no número de casos e queda no número de mortos. 

#ChargesDaSemana

Charge – Leandro e Tarsila
Charge – Laerte
Charge – Ricardo Scarpa

#FotosDaSemana

O bebê Sohail Ahmadi, entregue por sua família a um soldado americano em agosto, durante a caótica retirada de cidadãos que tentavam fugir do Afeganistão após o grupo fundamentalista Talibã retomar o poder, foi finalmente encontrado e devolvido a seus parentes na capital Cabul. Sohail, que à época tinha apenas dois meses, estava em Cabul com a família do taxista afegão Hamid Safi, 29, que o encontrou sozinho e chorando no aeroporto e o levou para casa para criá-lo. Após mais de sete semanas de negociações e apelos, que tiveram de contar com a intervenção do Talibã, Safi finalmente devolveu a criança para seu avô e outros parentes que ainda moram no país da Ásia Central. (Foto – Ali Khara/Reuters)
O ministro das Comunicações, Fábio Faria, participou da Conferência de Conservadorismo Governo, organizada por uma igreja evangélica em Orlando, nos EUA, ao lado do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. O ponto é que Allan é investigado em 2 inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF): um por divulgação de fake news e ataques aos ministros da Suprema Corte e outro por atuação em milícia digital contra a democracia – e há contra ele um pedido de extradição e de prisão preventiva. Na foto, o ministro é o último da direita. Clique aqui e entenda mais do evento.