#127 – Teremos novidades!

Como você viu no título deste e-mail, há coisas novas nessa semana!

Uma das colunas  que mais gosto de fazer é o #MandaDicas. É muito legal sair vasculhando por aí atrás de livros, podcasts, vídeos, filmes, séries… Enfim. Vejo que muita gente clica e alguns ainda comentam comigo sobre as indicações, principalmente as de livros, algo que, quem me conhece de perto, sabe o quanto gosto.

Pensando nisso, resolvi que, a partir dessa semana, teremos um e-mail a mais toda semana: será o #MandaLivro todas às quintas-feiras. Nele, vou dar sugestões de livros. Será uma news exclusivamente para indicar livros. Essa semana já tem o primeiro!

Espero que você goste dessa novidade!
Não esqueça de indicar a nossa newsletter para seus amigos e amigas. Você pode encaminhar este e-mail, enviar nosso site margem.jor.br para eles conhecerem ou me mandar o e-mail de quem você quer que receba o nosso conteúdo.

Se você puder, fortaleça o jornalismo independente.
O pix tá on: p.chavedar@gmail.com

🇦🇷 Protestos exigem mais subsídios e emprego na Argentina. (GZH)

🇨🇱 Gabriel Boric: “Devemos deixar de pensar que a responsabilidade fiscal é uma questão da direita”. (Clarín)

🇨🇱 Ricardo Yáñez: “Não vamos resolver os problemas apenas reformando a polícia”. O diretor-geral da polícia analisou a relação com o governo e a situação tensa para manter a ordem pública. Ele também reconhece que enfrentam um dilema difícil: a necessidade de pesar cada intervenção para que “nossas ações não sejam questionadas”. (La Tercera)

🇲🇽 Presidente do México quer fazer grande reforma eleitoral. Segundo Andrés Manuel López Obrador, a medida visa “garantir a democracia no México”. (El Financeiro)

🇵🇪 Protestos no Peru por aumento de preços encurralam presidente. Região de Junín é o epicentro das manifestações que criticam os valores do combustível, alimentos e fertilizantes. Em 2021, quase 60% dos eleitores da região votaram no presidente Pedro Castillo. (El País)

🇨🇺 Cubanos se dividem sobre código familiar mais liberal que será votado em referendo. (IstoÉ Dinheiro)

🇪🇨 Presidente do Equador diz que vai usar decretos após mais uma derrota legislativa. (Reuters)

🇸🇻 El Salvador: governo culpa gangues por onda de assassinatos que causou 87 mortes e prende mais de 2 mil pessoas. (g1)

🇭🇳 Honduras aprova extradição de ex-presidente Hernández aos EUA. Político acusado de tráfico de drogas pelos americanos se entregou à polícia em fevereiro.
(Folha de S.Paulo)

🇺🇸 Entenda a proposta de Biden para tributar grandes fortunas. Presidente norte-americano propôs taxar em 20% as famílias com renda superior a US$ 100 milhões. (Forbes)

🇺🇸 As setes horas perdidas de registros telefônicos de Trump durante a invasão do Capitólio. (El País)

🇨🇦 O que você precisa saber sobre o plano do Canadá de reduzir as emissões em 45% nos próximos 8 anos. (Financial Post)

🇭🇺 Na Hungria, a eleição que pode desencadear a próxima crise europeia. Criticado por medidas antidemocráticas, o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán busca o quinto mandato contra uma frente ampla inédita da oposição. (Exame)

🇷🇸 Neste domingo, a Sérvia foi para as urnas eleger um novo presidente, um novo parlamento e um novo parlamento. (Eleições Europeias)

🇫🇮 ‘País mais feliz do mundo’, Finlândia está de prontidão para eventual guerra com a Rússia. (g1)

🇮🇱 A Beewise, fabricante israelense de colméias robóticas destinadas a salvar as abelhas das mudanças climáticas, conquistou US$ 80 milhões em uma rodada de financiamento. (Reuters)

🇷🇺 A aprovação dos russos com as instituições do país. (Levada.ru)

🇺🇦 Quais são os grupos neonazistas russos e ucranianos na guerra. (UOL)

🇺🇦 ‘Buscavam mulheres bonitas para vendê-las’: os traficantes que fingem ser voluntários para capturar refugiadas ucranianas. (BBC)

🇯🇵 A louca rotina nas konbinis, lojas de conveniência 24 h no Japão. (UOL TAB)

🇱🇰 Estado de emergência é decretado no Sri Lanka após protestos violentos.
(Yahoo Notícias)

🇵🇰 Presidente do Paquistão dissolve o Parlamento e convoca eleições antecipadas. Ato foi pedido do primeiro-ministro, Imran Khan, que passaria por uma moção de censura no Legislativo do país. (g1)

🇦🇪 Em Dubai, nova lei de criptomoedas atrai empresas para estabelecer escritórios locais. (Forbes)

🇪🇹 Guerra na Etiópia: Conflito no país africano já dura mais de um ano e meio e deixa crianças entre os feridos. (UOL)

#MandaDicas

Justiça e vingança são a mesma coisa? O que fazer com alguém que cometeu um crime hediondo? O que queremos quando prendemos? Nossa ideia de justiça está nos atendendo? Fomos das abstrações às histórias reais: um filho assassinado, uma mulher violentada, um atropelamento, um estelionato, uma briga de vizinhos, um tiro acidental, um feminicídio. Afinal, o que é justiça? Série disponível em seis episódios. (Texto – Rádio Novelo)
Episódio 1: o que se passou? No dia 24 de Março de 1979, o diplomata José Jobim saiu de sua casa para visitar um amigo e jamais retornou para casa. Mas o que se passou? Sequestro? Assalto? Acompanhem conosco as últimas horas de vida do homem que poderia ter derrubado a Ditadura Militar. (Texto – Cálice)
#159: Histórias de pessoas trans no mercado formal de trabalho. Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o jornalista Caê Vasconcelos, autor do livro “Transresistência: histórias de pessoas trans no mercado formal de trabalho”. Em uma realidade em que 90% das pessoas trans e travestis recorrem à prostituição por não encontrarem outras oportunidades, a publicação reúne perfis que fugiram das estatísticas. Conversamos sobre o panorama do mercado de trabalho para pessoas trans, a cisgeneridade compulsória praticada por empresas, o impacto da pandemia para as pessoas trans que puderam seguir trabalhando de casa, a falta de representatividade, os avanços conquistados nas últimas décadas e muito mais. Caê é jornalista, nasceu em Vila Nova Cachoeirinha, região periférica da Zona Norte de São Paulo, e faz parte da Agência Mural de Jornalismo das Periferias desde 2017. Ele foi repórter na Ponte Jornalismo de 2017 até 2021 onde cobriu as áreas de segurança pública e sistema prisional e, em 2021, começou a própria agência de jornalismo, feita só por pessoas transvestigêneres, e que será lançada em abril. (Texto – Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil)
Mano a Mano | Mano Brown recebe Emicida. Leandro Roque de Oliveira, o Emicida, abre a segunda temporada do Mano a Mano! Emicida revela ainda mais a potência da sua intelectualidade e criatividade. A vivência e o repertório de ambos levou o papo para camadas profundas sobre transformação da sociedade, história e arte. Prepare-se para ouvir e viajar nessa conversa que pode ser considerada também uma aula para os nossos ouvidos pelas vozes de duas gerações que tem grande influência na cena cultural e intelectual no Brasil.
(Texto – Mano a Mano)

Leituras complementares

Como e por que Bolsonaro mudou seu ministério no mandato. Com nova reforma para que integrantes do primeiro escalão disputem as eleições, já são 29 nomes que chegaram e depois deixaram a Esplanada. Entenda o contexto das saídas de todos eles. (Nexo)

Governo prevê gastar até R$ 700 milhões a mais para compra de ônibus escolares. Licitação com suspeita de sobrepreço recebeu parecer contrário de órgão de controle. Governo pode pagar R$ 480 mil por veículo, que, conforme técnicos, deveria custar no máximo R$ 270 mil. (g1)

Orçamento secreto de R$ 588 milhões da Defesa na era Braga Netto bancou até capela funerária. (O Globo)

Ministério da Defesa divulga nota de saudação ao golpe de 64. (Congresso em Foco)
CVM abre processo sobre Petrobras após demissão do general Silva e Luna.
(CNN Brasil)

‘A vaidade é inimiga da terceira via’, diz marqueteiro de Cláudio Castro e conselheiro de Moro. (Carta Capital)

Podemos avalia prejuízo em R$ 3 milhões com desistência de Moro. (IG)

Terceiro vereador mais votado no Rio, Gabriel Monteiro é acusado de assédio moral e sexual por servidores e ex-funcionários. (Fantástico)

Vídeo mostra funcionário de Gabriel Monteiro orientando morador de rua a simular furto e depois sofrer abordagem do vereador. (g1)
Grupo do PSOL defende ruptura com Lula e Rede e diz que petista é dose mínima de veneno. (Yahoo Notícias)
Os fantasmas de Arthur Lira. Em três mandatos, deputado federal empregou 7 parentes de assessor acusado de operar esquema de “rachadinha” em Alagoas; indícios mostram que um deles seria “funcionário fantasma”. (Agência Pública)

Relatório final de PL das Fake News propõe pagamento de plataformas a organizações jornalísticas. (Núcleo Jornalismo)
 Jovem de classe média é preso em Brasília acusado de participar de grupos nazistas e antidemocráticos. (O Dia)

A cada 4 brasileiros, 1 não têm comida suficiente em casa. (Metrópoles)

Situação econômica piora para mais pobres e melhora para mais ricos. Esperanças para o País estão empatadas, na prática. Apenas 25% dos mais pobres acreditam que haverá melhora, e 26% dos mais ricos. (Época Negócios)

YouTube ganha dinheiro e desobedece às próprias regras com negacionismo climático. (Agência Pública)

Cemitério sagrado Munduruku está ameaçado por construção de porto no Pará. Sítio arqueológico com ossadas humanas pode ser destruído com a construção de terminal de carga pela empresa Bertolini em Rurópolis (PA), mas Iphan ignora indígenas e contraria recomendações do MPF, sinalizando retirada do material para que obras possam seguir. (Repórter Brasil)

Barulho de turbina de avião, gordura impregnada na casa e mau cheiro: vizinhos de ‘dark kitchens’ em SP relatam o ‘pesadelo’ de viver ao lado. (g1)

Meta, dona do Facebook, paga agência de marketing para difamar TikTok. (Metrópoles)

Os pontos de descanso são vídeos criados intencionalmente para dar às pessoas uma pausa nas mídias sociais. Todos seguem um formato semelhante: uma cena calmante na tela, quase sem pessoas, uma câmera fixa, música suave ou sons naturais.
(The Washington Post)

Por que Pantanal teve o maior marketing de uma novela da Globo. Remake de versão de novela da TV Manchete, que estreia nesta segunda-feira, 28, demandou quase 40 peças promocionais; trama terá patrocínio da Caoa e terá ações de merchandising da Itaipava e Vivo. (Meio&Mensagem)

Lollapalooza 2022: experiências de marcas que bombaram no festival. (clb)

#MaracutaiaDaSemana

#ReflexãoDaSemana

#GráficoDaSemana

#GrafosDaSemana

via @tatikmd
A tentativa de censura ao Lolla acabou calando a boca dos bolsonaristas. Este gráfico, do @gfelitti e @pedro_barciela, mostra a reação das redes no domingo: o antibolsonarismo (azul) engoliu o bolsonarismo (verde). E isso no dia do lançamento da pré-candidatura de Bolsonaro.

via @gfelitti
A semana foi ruim para Bolsonaro nas redes sociais. O bolsonarismo foi incapaz de arrumar resposta efetiva à onda eleitoral desengatilhada por @anitta sozinha. A cantora é a mais efetiva influenciadora antiBolsonaro nas redes. Não à toa, o presidente a responde diretamente.

#MapaDaSemana

#FotoDaSemana

A imagem de maior resolução já tirada do Sol. No canto superior direito é a Terra. As imagens foram obtidas quando a espaçonave Solar Orbiter da ESA em parceria com a NASA estava a uma distância de aproximadamente 75 milhões de quilômetros, no meio caminho entre o nosso mundo e sua estrela-mãe. (via @Astronomiaum)